quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

E assim é o amor


- Você nunca vai me amar.

- Nunca diga nunca.

- Não vou esperar por você.

- Então você não me ama de verdade.

- Não é essa a questão. Ficar em um ponto esperando um ônibus que você tem certeza que passa nele é diferente de ficar em um ponto que você não sabe se o ônibus vai passar. No primeiro caso, você pode ficar esperando 5, 10 minutos ou até horas, mas você tem certeza que uma hora ele vai chegar. Porém no segundo caso você pode ficar o mesmo tempo esperando e mesmo assim pode ser que ele nunca passe. E ainda mais eu, não tenho todo o tempo do mundo. A vida é frágil. Vulnerável. Posso morrer a qualquer momento. E se eu morrer com um amor não correspondido... não posso dizer que minha vida valeu a pena.

- Você sabe que eu nunca prometi nada a você. Sempre fui franco. Você sempre soube que minha visão sobre o amor nunca foi das melhores e mais esperançosas.

- Mas mesmo assim você me deu esperanças. Retribuiu meus olhares, meus afetos. Me ouviu, me aconselhou, me disse palavras doces. Como queria que eu não considerasse a possibilidade de estar sendo amada?

- Eu deixei rolar, só isso. Talvez subconscientemente eu também tenha esperanças de que um dia eu consiga amar alguém verdadeiramente. Mas por enquanto isso não vai acontecer.

- Então é como eu disse. Não vou te esperar. Sei que não vou deixar de amar você porque o amor quando é verdadeiro é infinito, mas também não vou fechar o meu coração. Vou deixar outras pessoas entrarem.

- Eu também não quero te impedir de ser feliz com outras pessoas. Só não queria perder contato, posso não gostar de você da forma que você queria que eu gostasse, mas apesar disso você é especial para mim.

- Não é bom para mim conviver com você e alimentar este amor, mas posso tentar por um tempo. Talvez até sobreviver a isso.

- Eu gostaria que você tentasse.

- Eu gostaria que eu conseguisse.

3 comentários:

  1. Jéssica querida, que bela prosa!
    Amiga querida, o tempo é o melhor amigo nessa hora. Tudo tem seu tempo. E estou vendo que você tem uma grande aliada: a força de vontade.Portanto...vida que segue...



    Obrigada por sua visita sempre bem-vinda.
    Tenho andado super ocupada e falhando nas visitas aos amigos. Comecei o ano com uma carga grande. Desculpe, tá?
    Sempre que puder passarei por aqui. Adorei seu comentário. Vou levar seu blog pra minha lista, tá? Adorei ver o 007 BONDBLOG aqui. Ele é uma pessoa maravilhosa, amigo de muitos anos de caminhada nessa blogosfera, desde O Globo(nossa antiga comunidade).
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá Jéssica!
    Vi um seu comentário algures por ai, e gostei do que disse lá.
    E aqui também gostei da sua forma de escrever, e de pensar, pois concordo com muito do que aqui está escrito.

    Desculpe de ter invadido a sua casa.
    José.

    ResponderExcluir
  3. O amor sempre será o mais louco e imprevisivel dos sentimentos...grande beijo de bom sabado pra ti.

    ResponderExcluir

Obrigada por se expressar!